Compartilhar no WhatsApp
Lázaro foi aluno da segunda turma de Odontologia da UFS Lagarto.

No último sábado, 21, o dentista Lázaro Teles Felinto, de 29 anos, morreu após uma semana internado em virtude de um espancamento que sofreu enquanto comemorava a reeleição do prefeito de Jaguaruana, Roberto da Viúva (PDT). O caso ocorreu no interior do Ceará.

Segundo informações, Lázaro foi agredido por volta das 21h, do último domingo, 15, quando estava com um grupo de amigos e fora abordado agressivamente por três empresários que haviam chegado ao local. Na ocasião, o dentista foi agredido com um murro em seu rosto, caindo desacordado e recebendo chutes na cabeça.

Continua depois da publicidade

Ainda durante as agressões, um dos amigos do dentista quase foi agredido, enquanto o jovem profissional foi levado para o hospital de Jaguaruana com sangramento em seu ouvido e, em seguida, devido a gravidade, para o Instituto José Frota, em Fortaleza. A Delegacia Municipal de Jaguaruana investiga as circunstâncias da morte de Lázaro. Mas ainda não há informações sobre a identidade dos suspeitos.

Com a morte do dentista, moradores de Jaguaruana realizaram uma manifestação, na tarde deste sábado (21), em homenagem ao Lázaro Teles. Na oportunidade, todos estiveram vestidos de branco e clamando por justiça.

Aluno da segunda turma de Odontologia do campus Lagarto da Universidade Federal de Sergipe, Lázaro Teles trabalhava no interior do Ceará, em Jaguaruana, cidade localizada a 190 km de Fortaleza. Entretanto, por conta do ocorrido, a Direção Geral da UFS Lagarto emitiu uma nota na qual “estende suas condolências aos ex-colegas, técnicos e docentes do Departamento de Odontologia de Lagarto, além dos familiares, colegas e amigos de Lázaro”.