Compartilhar no WhatsApp

Um estudo realizado pela Força-Tarefa Covid-19 da Universidade Federal de Sergipe (UFS) apontou que Sergipe deverá ter – entre os dias 9 e 14 de março– um pico de casos de covid-19 provocados pela variante Ômicron.

Projeções são da Força-Tarefa Covid-19 da UFS (Foto: UFS)

De acordo com a projeção, é possível que até o dia 14 de março, Sergipe registre 3 mil casos por dia da nova variante. Os dados apontam ainda que a ocupação dos leitos hospitalares poderá atingir um novo pico em abril. A projeção é de que 759 leitos estejam ocupados até o dia 2 de abril.

Continua depois da publicidade

O estudo também traz informações em relação aos óbitos. A projeção aponta um aumento de óbitos até o dia 9 de março. O número de mortes acumuladas pode chegar a 6.277 até o dia 1º de maio. O pico diário pode ocorrer em abril quando Sergipe poderá registrar entre 2 e 6 mortes por dia.

No estudo, a Força-Tarefa sugere algumas ações para evitar um novo pico de casos e óbitos por covid-19 em Sergipe. São elas: acelerar a vacinação em 3ª dose e buscar os faltantes; aumentar a testagem em massa; e manter o uso de máscara PFF2 ou utilizar a máscara cirúrgica associada à máscara de pano.

Covid-19 em Sergipe

O boletim epidemiológico da covid-19 divulgado nesta segunda-feira, 17, apontou que 280.308 pessoas testaram positivo para covid-19 em Sergipe e que 6.067 morreram. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a cobertura vacinal de primeira dose está em 77,36% e 68,14% estão com a imunização completa.

Por Verlane Estácio Infonet