Compartilhar no WhatsApp

A equipe médica responsável por cuidar de Paulinha Abelha, da banda Calcinha Preta, ainda não descarta a possibilidade de uma intoxicação medicamentosa ser a responsável pela sequência de lesões renais, hepáticas e neurológicas sofridas pela artista. A cantora está em coma profundo e grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Primavera, em Aracaju, Sergipe.

Cantora está em coma profundo e grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva)
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

De acordo com o médico Ricardo Leite, diretor técnico da unidade, algumas substâncias, entre elas remédios para emagrecer, podem levar a uma lesão renal. Entretanto, até o momento, os exames realizados não comprovam que os usos delas tenham provocado as lesões na artista.

Continua depois da publicidade

CONFIRA VÍDEO COMPLETO DA COLETIVA DE IMPRENSA

Há, no entanto, uma investigação da chamada “síndrome tóxico-metabólica”, ou seja, “quando há alguma substância ou algo circulando no corpo do paciente que deve estar gerando cascata de inflamação, ou de lesões nesses órgãos, a ponto de deixá-los em disfunção.”

“Vale ressaltar que Paula, quando fez uso, pelo menos assim nos foi apresentado em receitas, ela fez de forma supervisionada. A gente trabalha, sim, com a possibilidade de alguma intoxicação medicamentosa. Existem exames em andamento nesse sentido para confirmar ou descartar essa hipótese”, completou.

Ricardo Pedro Cruz, do R7