Compartilhar no WhatsApp

Na tarde desta quinta-feira (2), foi concluído o inquérito sobre o caso do casal de pastores e filho suspeitos de matar uma mulher no Bairro Santa Maria, em Aracaju. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva dos três e indiciou a irmã da vítima por participar da ocultação do corpo.

Polícia Civil em Sergipe — Foto: SSP/SE/Arquivo

A dupla começou a ser investigada após denúncias de exploração, violência física e a execução de uma das fiéis que desapareceu desde julho de 2020.

Continua depois da publicidade

De acordo com as investigações preliminares, depois de matar a vítima, o casal levou o corpo dela para o interior de Alagoas e, com a ajuda do filho, o corpo foi queimado e enterrado em um canavial. Em seguida, os suspeitos fugiram para o município de Riachuelo e depois para São Paulo, onde foram presos temporariamente na cidade de Araçatuba, no fim de fevereiro, junto com o filho. Um mês após foram transferidos para Sergipe.

Em abril, a PC realizou escavações para tentar localizar o corpo. Segundo a Secretaria Segurança Pública, pai e filho apontaram o provável local onde ocultaram o corpo da vítima, mas até o momento não foi localizado.