Compartilhar no WhatsApp

O Hospital e Maternidade Santa Isabel confirmou nesta terça-feira, 12, que o atendimento ambulatorial, pediátrico e as cirurgias eletivas estão suspensas. Segundo a unidade hospitalar, há uma escassez de algumas especialidades médicas, como anestesistas e obstetras, e com isso, grande dificuldade de fechar a escala médica.

Continua depois da publicidade

“A opção de canalizar forças para nossa porta de urgência foi amplamente discutida internamente e levada para os órgãos competentes apoiadores como CRM, que tem a mesma visão sobre manter completa a escala da porta, da urgência e do centro obstétrico. Sendo assim, a decisão da suspensão dos ambulatórios e cirurgias eletivas seria o que menos teria impacto para população”, diz em nota o Hospital.

Ainda segundo o Santa Isabel, foi encaminhado um ofício a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) relatando a situação. “Porém ainda não tivemos um posicionamento. Aguardamos alguma posição para essa questão seja resolvida, pensando sempre no melhor aos nossos pacientes e usuários”, salienta. “O hospital está com nova gestão, reestruturando-se e buscando apoio para melhorias”, acrescentou a unidade.

SMS

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse lamentar a decisão do Hospital Santa Isabel “de suspender, unilateralmente”, cirurgias pediátricas e outros procedimentos, como cirurgias diversas e consultas pré-cirúrgicas, as quais permanecem contempladas pelo contrato vigente entre a unidade hospitalar e o município.

“A SMS informa que não houve nenhuma redução contratual, apenas uma sinalização de que no momento em que a nova maternidade municipal, no bairro 17 de Março, estiver em funcionamento, os serviços relacionados aos partos seriam reduzidos, uma vez que já estariam supridos pela nova unidade de Saúde”, destacou a pasta da Saúde.

Diante desse cenário, a SMS destacou que já entrou em contato a Secretaria de Estado da Saúde (SES), para que seja realizada uma reunião entre os três entes envolvidos na contratualização desses serviços (município, estado e hospital filantrópico) e garantiu “que o diálogo com a instituição permanece aberto para que uma solução viável seja encontrada no sentido de ajudar a retomar os atendimentos interrompidos”.

por João Paulo Schneider 

 

Hospital Santa Isabel suspende cirurgias pediátricas e eletivas