Compartilhar no WhatsApp

Nesta quarta-feira, 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou desfavorável o pedido de Valmir dos Santos Costa, o Valmir de Francisquinho, para suspender a sua inelegibilidade e deixá-lo concorrer ao pleito deste ano, quando o ex-prefeito de Itabaiana pretende disputar a cadeira de governador de Sergipe.

Continua depois da publicidade

Valmir e seu filho Talysson foram julgados por abusos cometidos durante a campanha eleitoral de 2018. De acordo com o acórdão regional, o então prefeito teria participado em “excesso” da campanha do filho, então candidato à Assembleia Legislativa do estado.

O processo destaca que a estrutura da prefeitura teria sido utilizada a favor da campanha com uso abusivo e intencional da cor azul, tanto em prédios públicos, canteiros, praças, sites, publicações e uniformes do município. A tonalidade também estaria presente na campanha do candidato a deputado, denominada de “Onda Azul”, para caracterizar a continuidade da gestão.

Daqui por diante, Valmir terá que esperar a publicação do acórdão pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que a sua defesa apresente os Embargos Declaratórios.

Fonte: FanF1