Compartilhar no WhatsApp

Dois suspeitos de envolvimento no furto ao apartamento do influenciador digital Carlinhos Maia em Maceió (AL) já eram investigados por terem participado do arrombamento de uma igreja e furto de R$ 500 mil do local em Campina Grande, na Paraíba, segundo a Polícia Civil. Na segunda-feira (6), três homens foram presos.

Suspeitos de furtar apartamento de Carlinhos Maia foram presos na Paraíba REPRODUÇÃO/RECORD TV

De acordo com a investigação, os suspeitos fazem parte de uma quadrilha especializada em furto de objetos valiosos. Até o momento, o mandante do crime não foi localizado.

Continua depois da publicidade

Os três suspeitos de furtar o apartamento de Carlinhos Maia teriam se hospedado em um hotel cinco estrelas vizinho ao condomínio onde o influenciador mora para poderem pular o muro e entrar no residencial.

Dois entraram no imóvel enquanto o terceiro ficou no veículo usado no crime. Para despistar a polícia, nas duas horas em que a dupla esteve no apartamento, o motorista ficou circulando com o carro.

Câmera de segurança flagrou a chegada do carro usado no crime REPRODUÇÃO / RECORD TV

Investigação

Os três suspeitos, Wellington, Emerson e Eliabel, foram detidos na segunda-feira (6), em Campina Grande (PB), pouco mais de uma semana após o assalto, ocorrido em 28 de maio. Eles negam ter praticado o crime.

Os advogados de defesa alegam ter provas, como fotos no celular, de que eles não estavam em Maceió na hora do crime. A polícia apreendeu aparelhos celulares.

O veículo usado no dia do crime e flagrado pelas câmeras de segurança foi localizado em uma oficina de Campina Grande e estaria pronto para desmanche.