Compartilhar no WhatsApp

Após 57 dias sem reajustes, a Petrobras decidiu aumentar seus preços de venda de gasolina e diesel às distribuidoras. Os novos valores passam a valer a partir desta sexta-feira (11).

Petrobras informa reajuste de 18% na gasolina | Foto: Alina Souza / CP Memória

A gasolina da Petrobras ficará 18% mais cara para as distribuidoras, enquanto o diesel terá aumento maior, de 25%. O GLP, também reajustado, ficará 16% mais pesado na conta. O preço final ao consumidor depende da política de cada revendedor e dos postos.

Continua depois da publicidade

“Apesar da disparada dos preços do petróleo e seus derivados em todo o mundo, nas últimas semanas, como decorrência da guerra entre Rússia e Ucrânia, a Petrobras decidiu não repassar a volatilidade do mercado de imediato, realizando um monitoramento diário dos preços de petróleo”, explicou a companhia em nota.

Ela, no entanto, acrescentou que, “após  serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário o reajuste dos preços de venda às distribuidoras “para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento”.

A partir desta sexta-feira, portanto, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras às distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro.

Para o diesel, o valor médio irá de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro.

Também aumenta o GLP, que segundo a empresa teve o último ajuste em 9 de outubro de 2021. O preço médio, que era de R$ 3,86, passará a ser R$ 4,48 por quilo, o equivalente a R$ 58,21 por 13 hg.

Por R7.com